Apoiam este projeto:

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Salários: novo governador precisa tirar leite de pedra para cumprir promessa

O novo governador se comprometeu, porém é possível que essa seja uma das primeiras promessas a não ser cumpridas, não no tempo em que ele previu.  Eduardo Leite (PSDB) disse que iria colocar em dia os salários até final de 2019, entretanto, a visão dos técnicos é outra.

Cobertor curtíssimo
Hoje o jornal Zero Hora publicou o seguinte: “Ele pode até priorizar os salários, mas como não há verbas para tudo, terá que escolher onde cortar. Uma possível economia com a redução de CCs, passagens e diárias não basta, pois entre os gastos prioritários estão merenda escolar, combustível para viaturas e manutenção de escolas e presídios, fora a dívida com o governo federal que é muito alta”.

Possíveis, mas difíceis saídas
Para tornar a promessa possível os técnicos apontam um conjunto de saídas, nenhuma simples. Uma delas seria as privatizações da CEEE, Companhia de Mineração e Sulgás ainda incertas.

Venda do Banrisul
Outra saída seria o plano cogitado por Sartori, de abrir o capital da Banrisul Cartões e vender as ações que restaram, mas isso também depende de fatores externos. É bom lembra que Leite frisou em debates que não venderia o Banrisul.

Um comentário:

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta