Apoiam este projeto:

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Estudante de Medicina pega 14 anos por estupro virtual

Andrio Coletto Bozzetto, 28 anos, foi condenado a 14 anos de prisão em regime fechado. O estudante de Medicina, preso em 2017 em Porto Alegre, agora foi condenado por estupro virtual. A Justiça acatou a tese de que ainda que vítima e réu estivessem afastados, o ambiente virtual permitiu a consumação do crime. A vítima mora em São Paulo e tinha 10 anos na época. Bozzetto está preso em Canoas desde 2017.

Além de estupro virtual de vulnerável, ele foi considerado culpado por armazenar imagens pornográficas de crianças e adolescentes.

Um comentário:

  1. Tem que acusar os pais também! Deixam uma criança motivada para vasculhar na Internet como se fosse adolescente/adulto e não querem consequências? PROCESSO EM AMBOS: PAIS E "ESTUPRADOR"!

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta