Apoiam este projeto:

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Em Pelotas, presos restauram prédios públicos

Uma parceria entre a Susepe, Judiciário, Guarda Municipal e Brigada Militar gerou trabalho para os apenados; eles vão restaurar edifícios públicos. A primeira tarefa é a pintura do prédio da 5ª Coordenadoria de Educação. O juiz  Marcelo Malizia Cabral diz que, além de recuperar a autoestima e a dignidade deles, o trabalho vai ajudar muito a sociedade e serve de exemplo.

Obs. Na nossa região já há convênios semelhantes, o que falta é ampliá-los.

Um comentário:

  1. É isso aí, preso tem que trabalhar para custear pelo menos um pouquinho das despesas que nós trabalhadores pagamos para mantê-los lá!
    Estão presos por escolha própria, pois qualquer um sabe que é só não cometer crimes que não vai parar no presídio, e não me vem com essa de vítima do desemprego, porque quem quer trabalha sim, conheço muita gente que trabalha no mercado informal por exemplo!

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta