Apoiam este projeto:

quarta-feira, 13 de março de 2019

Bolsonaro vem ao Estado fundar seu novo partido

Não demorou muito para o presidente Bolsonaro (PSL) querer fundar outro partido. Os críticos dizem que ele quer é deixar para trás os escândalos do laranjal, nome dado aos que colocaram “laranjas” para obter dinheiro público na campanha. 

O curioso é que ele escolheu o RS para lançar. No próximo dia 7 de abril, haverá grande evento no Grande Hotel Dall'Onder, em Bento Gonçalves. Estão reservados um salão e o restaurante, onde haverá um almoço. Organização trabalha com a estimativa de 150 convidados.

A sigla deverá ter 104 fundadores nacionais, sendo Bolsonaro um deles. O responsável pela costura nacional é o vereador do Rio, Carlos Bolsonaro, um dos filhos do presidente. No RS, quem está à frente das articulações é a empresária Carmen Flores, que presidiu o PSL no Estado durante a campanha de 2018, quando concorreu ao Senado. Após a eleição, ela deixou a legenda devido a atritos.

Partido de direita moderno
Recentemente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (filho do presidente) esteve nos Estados Unidos para se reunir com Steve Bannon, guru da onda de direita mundial. Do encontro, Eduardo teria voltado com a missão de construir um "partido de direita moderno" no Brasil. 

4 comentários:

  1. E todos que se filiaram, ele vai deixar na mão? Lamentável!

    ResponderExcluir
  2. Carmen Flores, a que foi enxotada do PSL, agora dando as cartas no novo pomar! Imaginando como vai ficar o Bibo Nunes! Acho que o deputado santiaguense migra para este novo partido, pois foi contestado como liderança do PSL aqui!

    ResponderExcluir
  3. Bem feito, acreditaram em salvador da pátria, deu nisso.Passou a vida pulando de partido qdo. na verdade o problema não é o partido, é o despreparo dele.

    ResponderExcluir
  4. Falando em laranjal, como será que anda o pomar do PT, PSOL e toda a corja de ladrões???

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta