Apoiam este projeto:

segunda-feira, 1 de abril de 2019

Giro crítico e noticioso

DITADURA - Remédio amargo
O governo federal distribuiu vídeo em defesa do golpe de 64. “A derrubada de João Goulart do poder, que marcou o início do período de 21 anos de ditadura militar, foi apenas um movimento para conter o avanço do comunismo. A notícia tomou conta das redes com opiniões diversas. Os mais sensatos dizem que o golpe foi um “remédio amargo” e que nunca mais querem prová-lo.

Padre Alvano: “Muita bronca e pouca ação”.
“Qualquer ditadura é sempre deplorável. Provoca estragos irreparáveis. Suprime as liberdades em nome de uma ideologia que serve a interesses geralmente pouco claros. Esse governo, de forma mais ou menos explícita, fomenta a ideia de um pensamento único. Somente ele sabe das coisas. Os outros não sabem pensar, precisam ser tutelados. As diferenças no pensar e no agir são vistas como estranhas, precisam ser negadas e suprimidas. Isso é inaceitável. O governo precisa administrar para todos e já devia ter começado. Estamos aguardando. O desemprego está aí, crescendo, crescendo...Muita conversa, muita bronca e pouca ação.” (Padre Alvano Freitas - Santiago -  em rede social)

Pobres mulheres
Mais uma vez o fim de semana foi violento no Estado, com predomínio de ataques contra as mulheres. Muitas foram mortas, esfaqueadas e estupradas. Na maioria das vezes, o agressor era  justamente o encarregado pela sua segurança.

Engolindo frango
O Brasil abrirá escritório diplomático em Jerusalém como extensão da embaixada. O discurso de Bolsonaro já não é o mesmo da campanha, quando falava em extinção geral de qualquer escritório brasileiro naquele país. Ele viu que o Brasil perderia 11 bilhões em exportações para o mundo islâmico, principalmente de frango.

A Dupla Sandy e Júnior e a Justiça
Dia 21 de setembro a dupla Sandy e Júnior cantam em Porto Alegre. O curioso é que a turnê Nossa História está sob investigação federal em Brasília e agora foi alvo de novo processo por irregularidade nas vendas de ingressos em Paranaíba (MS). Duas fãs conseguiram uma decisão judicial que obriga a Ingresso Rápido a vender duas entradas premium sem taxa de conveniência para o show de São Paulo, em agosto.

Remédios mais caros
O governo federal autorizou reajuste de até 4,33% no preço dos remédios. As empresas produtoras de medicamentos poderão ajustar os preços de seus medicamentos em 31 de março de 2019.

Temporada de caça aos pardais
O presidente disse que barrou a instalação de 8 mil radares nas rodovias federais. Segundo ele, esse número considera os pedidos prontos que foram levantados pelo Ministério da Infraestrutura. “Determinei de imediato o cancelamento de suas instalações. Sabemos que a grande maioria tem o único intuito de retomo financeiro ao Estado”, afirmou.

Mais mudanças - Ainda destacou que o processo de fiscalização deve ter mudanças. “Ao renovar as concessões de trechos rodoviários, revisaremos todos os contratos de radares verificando a real necessidade de sua existência”.

Quanto mais radares, mais segurança...
Muitos especialistas em trânsito dizem que os radares obrigam o motorista a trafegar na velocidade certa. Quanto mais radar, mais segurança. O mau motorista coloca os outros em risco quando acelera e freia ao saber onde os radares estão instalados. O radar é para controlar esse comportamento infracional.

Ao ver a declaração do presidente, a empresa Fotosensores, que estava instalando novas lombadas em 15 cidades da região, suspendeu os serviços. 

Obs. Na nossa região, só há um radar funcionando na federal, BR 287. 

Um comentário:

  1. Os pardais de nada adiantam, pois todo mundo sabe onde eles estão, o que adiantaria é a fiscalização dos policiais que ganham muito pra isso, Há muitos anos eu viajo todos os fins de semana de santiago a santa maria e nunca fui abordado pelos PRF!!!

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta