Apoiam este projeto:

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Empresária alega ter sido de vítima de estelionato


Santiago – A proprietária de uma farmácia no bairro Alto da Boa Vista registrou na Polícia Civil ocorrência contra um representante comercial de uma empresa de distribuidora de medicamentos e perfumaria, o qual emitiu um pedido de produtos para a farmácia sem a sua autorização. Posteriormente, os produtos foram enviados juntamente com três boletos.

A empresária entrou em contato com o representante comercial, comunicando-o que iria devolvê-los, o que foi feito. O acusado fez o recolhimento e disse para ela pagar os boletos e ficar com créditos para as futuras compras (procedimento relativamente normal).

Ocorre que ao fazer um novo pedido, foram emitidos novos boletos. Em contato novamente com o representante comercial, este lhe garantiu que iria dar baixa no sistema da distribuidora, o que não foi feito e a santiaguense teve os títulos protestados. A empresária ressaltou que ficou sem os produtos e com a dívida e seu nome protestado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta