Apoiam este projeto:

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

Queiroz recebeu 2 milhões em 483 depósitos feitos por assessores de Flávio Bolsonaro

Dados das quebras de sigilo bancários obtidos pelo MP do Rio mostram que Fabrício Queiroz recebeu  2 milhões de outros 13 assessores do gabinete de Flávio na Alerj, informam Fábio Serapião e Fabio Leite na revista Crusoé. Segundo informações juntadas pelos promotores no pedido de busca e apreensão feito à Justiça, foram 483 depósitos na conta bancária de Queiroz provenientes de outros assessores subordinados ao ex-deputado e filho de Jair Bolsonaro. O período analisado foi de 2007 a 2018.

PM investigado pagou prestação 
de apartamento de Flávio Bolsonaro
Relatório do Ministério Público aponta que um cabo da PM pagou despesas pessoais da família de Flávio Bolsonaro. Dono da empresa de vigilância Santa Clara Serviços, Diego Sodré de Castro Ambrósio quitou com recursos próprios um boleto bancário de 16.564,81 emitido em nome de Fernanda Bolsonaro, a mulher do senador.

EMPRESA DO 
SENADOR NA MIRA
A Franquia de venda de chocolates de Flávio recebeu uma quantia incomum de depósitos em espécie fora da Páscoa, período em que se costuma vender mais. Ministério Público apura se dinheiro foi originado em esquema de desvio de salários de funcionários da Assembleia, supostamente operado por Queiroz.

Esposa e mãe de miliciano 
repassaram 203 mil a Queiroz
Danielle Mendonça da Costa e Raimunda Veras Magalhães, esposa e mãe do policial militar Adriano Magalhães da Nóbrega, acusado de ser o comandante de uma das principais milícias do Rio, repassaram 203 mil para Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta