Apoiam este projeto:

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Bolsonaro mexe no Ministério de Onyx

O presidente anunciou que o Programa de Parcerias de Investimentos será deslocado para o Ministério da Economia

Quem perdeu no episódio de Vicente Santini foi Onyx Lorenzoni. No mesmo post em que anunciou a degola do ex-número dois do ministro, Jair Bolsonaro avisou que o Programa de Parcerias e Investimentos vai ser transferido da Casa Civil para o Ministério da Economia. No ano passado, Onyx Lorenzoni havia calculado que a carteira do PPI poderia gerar 2 trilhões de reais em investimentos. Agora isso passou para Paulo Guedes. (O Antagonista).

Obs. Vicente Santini foi o ministro interino que viajou da Suíça para a Índia em avião da Fab, gastando horrores de reais. Ele foi mandado embora pelo presidente e recontratado na mesma semana, porém, novamente ganhou o olho da rua. Orre bem feito! 

Onyx está em férias, mas afirmou ao jornal Zero Hora que a mudança é uma decisão do presidente. Onyx, que é deputado federal, também nega que possa deixar a Casa Civil para voltar à Câmara dos Deputados como líder do governo ou que possa assumir o Ministério da Educação.

Obs. Onyx deixou sua vaga na Câmara ao santiaguense Marcelo Brum, que virou deputado federal por ser suplente. 


PUBLICIDADE:
CHOCOLATARIA GRAMADO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta