Apoiam este projeto:

segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

José Otávio Germano condenado a pagar 10 mil por programas com travestis

Desta vez não foi relativo ao caso Detran, desvio de dinheiro, pagamento de propina... Foi por uma dívida com travesti 

José Otávio Germano, que não compareceu à audiência, foi condenado em 10 mil por dívida de programas sexuais. Na época (2018), a transexual protestou em frente ao prédio do ex-deputado, causando escândalo. José Otávio diz que vai recorrer. Depois do tumulto, Germano foi afastado de cargos na direção do PP. Na eleição de 2018, não conseguiu se reeleger deputado federal, após quatro mandatos na Câmara. (F: Zero Hora)
Do céu ao inferno
Em 1988 José Otávio foi o vereador mais votado em Cachoeira do Sul, virou deputado estadual em 1990, aos 28 anos. Em 1994, conquistou o segundo mandato, chegando a ser o presidente mais jovem. No governo ocupou as secretarias do Transportes e da Segurança Pública. Em 1998 foi candidato a vice-governador com Antônio Britto, mas perderam para Olívio Dutra (PT). Em 2002 elegeu-se deputado federal com 176.568. Em 2008 foi acusado de fazer parte do esquema de corrupção no Detran. Conseguiu se livrar do processo judicial, mas ficou desacreditado. Depois se envolveu em novas denúncias de corrupção.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta