Apoiam este projeto:

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Leitora lamenta corte de árvores em Santiago

O Nova Pauta recebeu fotos de uma leitora, a qual denuncia o corte de ingazeiras em frente à escola Isaías. A santiaguense diz ter boas recordações da bela sombra que as árvores proporcionavam quando estudava na escola e ficou surpreendida com o corte. Pediu um pouco mais de conscientização das pessoas sobre esse tipo de agressão, lamentando o ocorrido porque as árvores eram lindas.
Como forma de conscientizar, ela colocou uma placa no tronco cortado com a seguinte frase: “Minha alma está chorando agora”. No entanto, a placa não durou muito e também desapareceu. Ela não sabe quem fez o corte e se estava autorizado.

3 comentários:

  1. O ENGRAÇADO FOI ELA FAZER UMA PLACA DE "MADEIRA"... FÁCIL CRITICAR...
    NEM SOU DO MUNICÍPIO MAS SE CORTARAM OBVIAMENTE TEM UM BOM MOTIVO!
    CREIO QUE SE IMPORTAR E AJUDAR OQUE E QUEM ESTÁ DENTRO DA ESCOLA SEJA MAIS ÚTIL!

    ResponderExcluir
  2. Estas árvores foram cortadas para beneficiar para beneficiar um ponto comercial de uma funcionária Municipal que colocou este ponto e as arvores "ESCONDIA" a fachada.
    Os seus "amigos" da secretaria do meio jamais lhe negariam um autorização para corte.
    QUE VERGONHA.
    Aquelas árvores não era dela, era de todos nós do Isaías

    ResponderExcluir
  3. Santiago a cidade educadora, deveria saber da importância das árvores e ser uma cidade arborizada, no centro há várias quadras que não tem uma árvore que seja! Uma vergonha! Só pensam na “sujeira” que faz como se isso fosse superior aos benefícios!

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta