Apoiam este projeto:

sexta-feira, 3 de janeiro de 2020

Trump diz que matou general do Irã para acabar com uma guerra, e não para começar uma

Presidente dos Estados Unidos diz que EUA não buscam mudança de regime no Irã' e que está pronto para tomar as medidas necessárias caso haja retaliação. “Soleimani estava planejando ataques iminentes e sinistros a diplomatas e militares americanos, mas nós o pegamos em flagrante e acabamos com ele”, disse Trump, sem especificar a quais ataques se referia.

Seria o fim da humanidade, 
diz Bolsonaro sobre conflito entre EUA e Irã
Bolsonaro afirmou que um eventual conflito entre Irã e Estados Unidos poderia representar “o fim da humanidade”, em virtude do potencial bélico dos dois países. Bolsonaro adotou pela primeira vez um discurso de distanciamento a uma medida tomada pelo presidente norte americano.

O ataque
Na noite da quinta-feira 2, um ataque de drone americano matou Qasem Soleimani, general da Guarda Revolucionária Iraniana, no aeroporto de Bagdá, no Iraque. O bombardeio também acertou Abu Mehdi al-Muhandis, um dos líderes das Forças de Mobilização Popular, milícia iraquiana pró-Irã. Soleimani chefiava a unidade Quds, um dos braços de elite da guarda iraniana, e era um dos militares mais poderosos do país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta