Apoiam este projeto:

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Guedes e as domésticas na Disney: "Peço desculpas se tiver ofendido"

O ministro da Economia pediu desculpas, caso tenha ofendido alguém por ter dito que estava uma "festa danada" de domésticas indo para a Disney. Ao mesmo tempo, declarou não ver problemas na referência e afirmou que quem tira suas declarações de contexto está "semeando a discórdia".

Mais um boca-suja:
General Heleno manda um "foda-se" ao Congresso e sugere povo nas ruas
Rodrigo Maia reagiu, e chamou o ministro de "radical ideológico contra a democracia". O senador Alcolumbre ameaça convocar o general Heleno para explicar declaração contra Congresso. “Nós não podemos aceitar esses caras chantagearem a gente o tempo todo. Foda-se”, disse o ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional, General Augusto Heleno, em áudio captado pela transmissão ao vivo.

Petista João Vaccari é 
condenado na Lava-Jato
João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, foi condenado pelo juiz Luiz Antonio Bonat, que substituiu Sergio Moro na Lava Jato em Curitiba, a 7 anos e 6 meses de prisão. Vaccari recebeu propina em contratos de sondas da Petrobras.

Vereador diz que Flávio Bolsonaro
 visitou miliciano na prisão
O vereador Ítalo Ciba, do Avante do Rio, disse que o senador Flávio Bolsonaro, “mais de uma vez”, visitou o miliciano Adriano da Nóbrega, morto em uma operação policial na Bahia. Ciba, sargento da Polícia Militar e que ficou preso com Adriano, também afirmou que o miliciano frequentava o gabinete de Flávio a convite de Fabrício Queiroz.

Velhos amigos
“Sei que ele [Adriano] se dava bem com o Flávio, devido ao Queiroz. Queiroz trabalhou com Adriano lá atrás. Eu sei que o Adriano, de vez em quando, o Queiroz chamava para ir lá no gabinete. Adriano ia no gabinete. Quando nós estivemos presos, o Flávio foi lá visitar a gente”, disse o vereador.
Advogado de Flávio: o senador não visitava Adriano na prisão e diz: "Manda provar".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta